domingo, 21 julho 2024
26.9 C
Camaçari
spot_img

últimas postagens

Obras da BYD em Camaçari começam nas próximas semanas, dizem executivos da montadora

Executivos da BYD, entre eles o presidente da BYD Brasil, Tyler Li, se reuniram com o coordenador geral do Sindticcc, Antônio Ubirajara (Bira), em Camaçari

Executivos da chinesa BYD confirmaram ao presidente Lula (PT) que as obras da fábrica de Camaçari (BA) começam nas próximas semanas. A fabricante chinesa também entregou um Tan, SUV elétrico de cerca de R$ 500 mil, para uso da Presidência da República, com comodato válido por um ano. As informações são do jornal O Globo.

A primeira-dama, Janja da Silva, dirigiu o carro no Alvorada e destacou a importância de incentivar a mobilidade sustentável.

“Dirigindo um carro BYD elétrico, com energia limpa e sem poluição. É um exemplo para que o Brasil possa chegar a uma frota de carros que não polua”, disse a primeira-dama, de acordo com informações da empresa que foram confirmadas pelo Planalto.

O presidente Lula também publicou imagens e um texto em seu perfil na plataforma X sobre a visita dos executivos da BYD e comemorou os investimentos.

Os executivos da BYD, gigante chinesa de carros elértricos, aproveitaram o encontro para apresentar a Lula um relatório detalhado do plano de investimentos no Brasil, no mesmo dia em que os concorrentes da GM também apresentaram suas previsões de novos aportes no país: R$ 7 bilhões até 2028.

Recentemente os executivos da BYD se reuniram com o coordenador geral do SINDTICCC, Antônio Ubirajara (Bira), na sede do sindicato em Camaçari. Na oportunidade, Bira apresentou ao presidente da BYD Brasil, Tyler Li a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), que é um ato jurídico pactuado entre sindicatos de empregadores e de empregados para o estabelecimento de regras nas relações de trabalho em todo o âmbito das respectivas categorias.

“A BYD vai investir R$ 3 bilhões no complexo de Camaçari, que terá capacidade inicial de produzir 150 mil carros por ano e será a primeira fábrica de automóveis da empresa fora da Ásia. O novo polo industrial deve gerar 10 mil postos de trabalho (empregos diretos e indiretos), e os processos de seleção já foram iniciados. A ideia é priorizar a mão de obra local, por intermédio da capacitação e total integração entre os colaboradores brasileiros e chinese”, afirmou Tyler Li.

Latest Posts

TV SINDTICCC - BA